Aos meus pais, avós e amigos.
A toda vida...
A toda a natureza..

Traduzir / Translate this blog

Sentir medo...



Sentir medo...


É doloroso sentir medo
Quando o medo que nos dói
É um medo diferente dos outros medos

É o medo de perder o que nos é mais importante
O medo de que a chama que se acendeu
Trema e se apague com a ondulação da maré
E tudo o que sou
Tudo o que fui...
Se desvaneça
Nos sonhos que sonhei

Vejo, as folhas das árvores cairem
Vejo, o vento levar os segredos por canais de solidão
Por lugares onde as almas já não passam...
E vejo... abandoná-los ao tempo
Fazendo-os velhos, usados, cansados...
Deixando-os perdidos...
Longe de tudo
Longe de si próprios...

Vejo-me... na colina da ausência
Vejo-me saltar para o que não existe
Vejo, que sem ti, o olhar não precisa mais de olhar
E o sentir, não tem mais forças para sentir
Para sentir
Para se unir
Num mundo sem ti...
Pedro Campos

Sem comentários: