Aos meus pais, avós e amigos.
A toda vida...
A toda a natureza..

Traduzir / Translate this blog

Conversa com um Deus


Conversa com um Deus



Porquê?
Custa tanto assim o não?
Porquê?
Será a corrida uma ilusão?

Porquê?
Veio a sorte, veio a vida
Porquê?
Se a bagagem está vazia

Porquê?
Ó Deus que te esqueces de nós, esquecendo de ti
Porquê?
Ó Doutor, mestre catedrático, que te ocupas no teu tempo melodramático
De matemáticas e ciências exactas
E te olvidas exactamente
De dares atenção a ti próprio...
E nem sequer escreves nas actas
Em cada reunião com os teus anjos
Que há guerras, que há mortes, que há sangue, que há fome
E que há gente como tu
Que se perde a acreditar
Que existe gente como eu
Gente como eu
Que acaba sempre...
Assim... como tu...
Só e perpetuada... como ausência
Para sempre...!

Como podes existir se eu nunca existi?
Como podes acreditar em mim se eu nem por sombras acreditei em ti..?
Como podes esperar que eu caia.. e me levante sozinho... se tu nunca te levantaste...?
Como podes pedir-me que te oiça e te escute...
Se continuas a falar para dentro?
Como podes querer que eu siga os teus ensinamentos...
Se só aprendi contigo a ignorar quem me chama...?
Aqui...
Omnipresente...
Quem és tu? Deus... que te ocultas em mim...
Quem és tu?
Quem sou eu...?
Quem somos nós...?

Deuses de um mundo menor
De outra esfera do existir
Criámos Deus à nossa imagem
E dizemos que foste tu que nos criaste como tu...!

Talvez...
Estejamos certos
Quando dizemos...
Que és a nossa salvação...
E não menos certos
Quando supomos...
Quem sem nós tu deixariass de existir
Sem nós... és uma história que nunca foi escrita
Sem nós... tu serias não mais que uma desilusão...




Pedro Campos

Sem comentários: