Aos meus pais, avós e amigos.
A toda vida...
A toda a natureza..

Traduzir / Translate this blog

Acordo-me

Acordo-me


Acordo-me
Dissipo-me nú na noite
Sou alma despida
Espectro do sonho
Viagem astral
Experimentador de mundos

Adormeço-me
Já me vesti
Com o lençol cândido, quente
E a madrugada veio longe
Longe demais para prever
Longe demais para provar
Perto demais para doer
Fundo demais para evitar
O sopro surdo da história que se contou
O eco louco do grito que se gritou...

Aconteci-me...
Algures... dentro...
Do teu silêncio...!


Pedro Campos

Sem comentários: